MIDI Tecnológico incentiva startups a participarem do programa da Samsung de Economia Criativa

A incubadora foi pré-selecionada, pela segunda vez, para executar as atividades do programa que está com inscrições abertas até 20 de agosto

Pela segunda vez, a incubadora catarinense MIDI Tecnológico, gerida pela ACATE  e mantida pelo Sebrae/SC, foi pré-selecionada para executar as atividades do Programa de Promoção da Economia Criativa, resultado da parceria entre a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Investimentos Inovadores (Anprotec), a Samsung e o Centro Sul- Coreano de Economia Criativa. A terceira rodada do Programa vai selecionar 20 negócios inovadores nas áreas de bem-estar, educação digital, segurança, finanças, gestão de baterias e agrotech. As startups escolhidas receberão aportes e poderão contar com o apoio de incubadoras e aceleradoras. As inscrições podem ser feitas até 20 de agosto por este link.

 

O MIDI Tecnológico foi selecionado, na segunda rodada, para abrigar e ajudar no desenvolvimento da empresa Meu Plano, que é de Chapecó e escolheu a instituição entre as 12 habilitadas daquela rodada. A função das incubadoras e aceleradoras, no primeiro momento, é incentivar que as startups se inscrevam no Programa. Quando escolhidas para executarem as funções do Programa, as instituições apoiam, por meio de mentorias, consultorias e sua rede de contatos, as soluções selecionadas pela Samsung e Anprotec. Para Kamila Bittarello, coordenadora técnica do MIDI Tecnológico, participar do Programa pela segunda vez fortalece o ecossistema local e aumenta a atratividade da incubadora, uma vez que a chamada de startups é nacional. “A continuidade da parceria com a Samsung e Anprotec para apoiar a execução da 3a rodada do Programa de Economia Criativa é gratificante para nós, pois reafirma a qualidade de nossas entregas e também pela aproximação com outras incubadoras do país e dezenas de negócios inovadores”, destaca Kamila.

 

Nesta edição, o investimento em cada solução selecionada pode chegar a R$ 250 mil. Além disso, os empreendimentos escolhidos têm acesso a um pacote de convênios que os auxiliam no aprimoramento tecnológico e mercadológico de seus serviços. A terceira rodada do Programa conta com o apoio da Embrapa, sendo assim, a Samsung e Anprotec adicionam em suas áreas de interesse a tecnologia voltado ao agronegócio.

 

Sobre o Programa

Desenvolvido a partir da demanda da Samsung e da referência ao Modelo de Promoção da Economia Criativa Sul-Coreana, o Programa de Promoção da Economia Criativa consiste em um conjunto de atividades relacionado à identificação, seleção e suporte de projetos nessa área. Essa é a terceira edição, na qual incubadoras de empresas credenciadas junto ao Comitê da Área de Tecnologia da Informação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação (CATI/MCTIC) e ao Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (CAPDA/MDIC), foram habilitadas para executarem as atividades previstas do programa.

A cooperação, cujo período de execução é de cinco anos, inclui aporte de recursos, provenientes de renúncia fiscal, amparada pela Lei de Informática (Lei no 8.248, de 23 de outubro de 1991). Em virtude disso, toda a aplicação de recursos prevista no programa é regida pelo que determina a Lei de Informática.